? ??????????????Retro Flowers? ????? ?????? ???Rating: 3.3 (4 Ratings)??0 Grabs Today. 328 Total Grabs. ??
????Get the Code?? ?? ?????Life Began With love? ????? ?????? ???Rating: 5.0 (1 Rating)??0 Grabs Today. 673 Total Grabs. ??????Get the Code?? ?? ???????????? ????Easy Install Instructions:???1. C CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS ?

domingo, 24 de mayo de 2009

Maio






















No mes de maio, muitas comemoraçoes. Além do dia das maes em dose dupla, dia 11 foi o primeiro "mesversário" da minha pequena e também aniversário da minha mae. Dia 13 completei 28 anos e foi maravilhoso celebrar essa idade com essa nova sensaçao de mae. Acho que a idade está perfeita para essa realizaçao. Embora para a média do Brasil, as mulheres costumavam ser maes mais jovem, tanto que meus planos era ter meu primeiro filho aos 23 anos. Mas isso já mudou por aí, agora as mulheres planejam a maternidade mais maduras.




Aqui na Espanha, eu me sinto uma grávida adolescente e muitas vezes ouvi expressoes e olhares de como se eu tivesse 15 anos. Aqui eu sou jovem para ser mae. A maioria das mulheres da minha idade nem pensam em ter filhos agora. A idade ideal segundo pesquisa que li recentemente é ao redor de 35 anos, em diante, muitas delas com 42, 43. Ainda me lembro de uma companheira do trabalho dizendo que nem pensa em ter filhos ainda, e ela já tem 31 anos.



Bom, mas vamos falar um pouco da Ainara. Ela já tem mais de um mes na data atual e é incrivel como mudou. Antes, que só de podia ver "Aitor" nela, agora ela começa a apresentar traços bastante meus, ao menos é o que eu percebo nos comentários das pessoas que a veem diariamente. Mas assim sao os filhos...mudam os traços em cada fase...mas sempre parecerá a nós.



Ainara cresceu, está mais forte, mais gordinha, saudável e esperta demais. Nao sei se todos os bebês sao iguais nesse sentido, mas ela tem um traço relevante que é a observaçao. Incrivel como se fixa nas coisas e tudo que a chama a atençao ela nao consegue tirar o olho. Ela continua tranquila e calminha e só chora quando tem muitos gases e muita fome e as cólicas desapareceram por enquanto. Quanto ao chorar de fome é somente quando me pega desprevinida por algo, porque eu sempre estou com a mamadeira pronta quando noto que ela quer mamar. Por enquanto estamos dando a mamadeira a demanda, quando ela pede, assim nos aconselhou nossa pediatra.


A Ainara já ri e muito. Quando começo a brincar com ela é inevitável e isso me enche de emoçao todas as vezes. Me dá vontade de chorar.....


O que mudou em mim nesse primeiro mês? Muito. Sou outra pessoa.


Bom, o corpo já está voltando ao seu lugar e isso já me tira aquela sensaçao de deprimida do começo, o que é muito bom e eleva a auto-estima.


Agora psicologicamente sou nova. Eu que antes dormia como uma pedra e nada me acordava, tenho o sono mais leve do mundo. Basta ela fazer "hã" e já estou de pé preparando a mamadeira. Nao dá tempo nem de acordar o pai. Minhas 10 horas de sono diarias se reduziram a 4 horas e mesmo assim o tempo inteiro sonhando com a minha pequena. Nao posso reclamar porque a Ainara dorme muito bem a noite. Dorme a noite inteira e geralmente mama dormida. Acontece que eu sempre tenho que estar de vigia pra ver se ela está bem coberta, se está cômoda, e outras coisas de mae....


Agora eu só quero falar de filhos e estar com outras maes para compartilhar momentos e experiências.


Quando ela chora, meu coraçao acelara...sempre!!!!

martes, 19 de mayo de 2009

Primeiro Dia das Mães!!








Dia das Maes em Dose Dupla....
Aqui se comemora o dia das mães no primeiro domingo do mês de maio, entao tivemos dupla comemoraçao. No domingo dia 3, passamos a manhã no concurso de pastéis vascos em Berango, assim pude dar a minha mae o prazer de conhecer as típicas feirinhas vascas, com seus chorizos e queijadas. Comemos em uma "cervecera" e devido ao dia especial, estava lotado, isso resultou em barriga vazia até as 5 da tarde e constante trocas de lugares com a mesa devido ao frio e vento em que o dia se transformou. Foi um dia com direito a carinho, presentes do meu amado marido e muito, muito agarro a minha princesinha.
No domingo dia 10, passei o dia grudada na minha pequena e na minha mae, além de responder as carinhosas mensagens de dia das mães.
Meu primeiro dia das mães, mais do que qualquer outra palavra, posso descrevê-lo como, SURPREENDENTE. Me senti surpresa com todos os cumprimentos de família e amigos. Uma sensaçao muito boa e ao mesmo tempo, escalafriante...Meu Deus! Sou mãe! Existe um ser pequeno e frágil que depende de mim, dos meus cuidados, dos meus carinhos, da minha atenção, da minha doaçao incondicional. Só em pensar que sua personalidade se vai formar a partir das experiências que tiver na infância...e todas essas paranóias da psicologia que me acompanharam por toda a vida, me faz sentir tao responsável por ela.
Parece que eu estive toda a minha vida me preparando para ser mãe. Parece que passei a vida estudando psicologia na prática, analisando minha personalidade, dos meus irmãos, dos meus amigos e tentando descobrir onde houve falhas e onde houve acertos que se destacaram na personalidade de cada um, para assim acertar quando ela chegasse.
Parece que eu passei a vida esperando-a e agora nao sei o que fazer para acertar...sempre...para fazê-la viver o que nao vivi, ter o que eu nao tive e fazer com que ela nunca duvide do quanto é amada.
Ser mãe é prazeroso. É inexplicável. É mágico.
Um dia li um texto em que dizia mais ou menos assim... "Um menino perguntou para Deus porque as mães choram tanto.. e Deus respondeu, é porque o amor que elas sentem é tão grande que não cabe lá dentro, então vazam em forma de lágrimas." É por isso que agora eu choro e tento explicar que essas lágrimas que brotam de meus olhos e esse sentimento que inunda o meu coraçao, me mostra que todos os dias é o dia das Mães, e se algum tem que ser diferente, esse dia é o dia em que te vi pela primeira vez, pois foi quando a minha vida se transformou.

viernes, 8 de mayo de 2009











Minha coisa linda!!








jueves, 7 de mayo de 2009



Uma linda cançao de amor: Te amar - Fernanda Brum




"Vem o Sol e um novo amanhecer, traz ao meu coraçao uma cançao de amor


Tanta paz invade o meu viver, já posso até sentir meu sonho em minhas maos.




Fico tao feliz quando te vejo, sei que Deus uniu você e eu


Valeu a pena esperar pra ter você por perto, Deus faz tudo acontecer no tempo certo.




Te amar, ser feliz, ter você, pra sempre no meu coraçao.


Te amar, ser feliz com você, é muito mais que uma paixao.




Tudo que sonhei pra nós, agora aconteceu: O amor chegou e uniu você e eu!!!!"

miércoles, 6 de mayo de 2009

Aniversário de Casamento



Dia 25 de abril completamos um ano de casados. Nosso primeiro aniversário de casamento. Bodas de algodão.

Se posso fazer um balance desse ano, o que tenho para dizer é que o matrimonio nos uniu ainda mais. Já estavamos acostumados a viver juntos e dizem que a convivência é o mais duro do casamento, entao essa etapa já tinhamos superada.

Foi um ano de união, confiança, segurança e conhecimento. A cada dia nos conhecemos ainda mais e nos surpreendemos com o companheirismo diário e a amizade, acima de tudo, presente em todas as situaçoes. Nao posso negar que também nos tropezamos com os defeitos um do outro, que pouco a pouco vao sendo visíveis. Quando se termina a fase de "enamoramento" os defeitos que antes nao os notavamos, vao se fazendo cada vez mais claros, mas o importante é saber passar por cima deles, aceitá-los e entendê-los, melhor que tudo isso: respeitar-los. Aí está o segredo, se um sabe respeitar os defeitos do outro, fica fácil conviver com eles. É importante que o amor esteja acima de tudo e que a cada revelaçao ainda siga presente a vontade de estar juntos, o desejo, a admiraçao. Nesse sentido também superamos a segunda barreira do matrimônio, pois acima de tudo está nosso amor.

Esse aniversário nao foi possível comemorar "a lo merecido" afinal, os pontos que me impediam de fazer grandes esforços, nossa pequena que completava 2 semanas de vida, as noites sem sono que nos deixam cansados, mas nos presenteamos com "capricho", com carinho, com amor.

Conseguimos nos desligar da pequena por duas horas e demos uma volta por Algorta, a pé, de maos dadas e parando a cada esquina para um abraço ou um beijo. No meio do quarteirao parávamos para dizer-nos "coisas de amor", da nossa felicidade...paramos em alguns bares e entre cervejas e kalimontxos, estive contente além da conta...O melhor, dentre os presentes que ganhei, foram as rosas artificiais da loja dos Chinos. Foi um detalhe surpreendente e que me fez feliz.

Só posso dizer que sou a mulher mais feliz e realizada do mundo. Consegui realizar cada um dos meus sonhos de criança, e em sequência: Formar, casar, ter filhos. Tenho o melhor marido do mundo, que me deu o melhor presente do mundo: Ainara! Agora falta continuar sonhando e com a força dessa família: REALIZAR!

sábado, 2 de mayo de 2009

Ainara 15 dias!!

Os primeiros dias de Ainara foram felizes e caóticos. Até que se acostume com o ritmo transtornado de um bebê, suas exigências e suas necessidades, levamos um tempo que muitas vezes pode ser bem largo, dependendo do bebê. Aqui nao podemos reclamar, pois demoramos 15 dias para nos adaptarnos com Ainara. Ela é muito tranquila e isso facilitou bastante nossa exploraçao nesse novo mundo. Como todo bebê normal, ela chora quando tem fome, quando está molhada e quando tem cólicas, mas geralmente ela é um anjo. Aqui somos 3 em casa, para colaborar, entao a verdade é que está bem fácil levar essa nova situaçao. No começo estava tudo descontrolado. Eu achava que minha mae estava fazendo muito serviço de casa, que eu estava totalmente centrada na niña 24 horas por dia e que Aitor estava um pouco perdido e ocioso em meio de tudo, entao resolvemos fazer uma divisao de tarefas. Minha mae toma conta de colocar a roupa na lavadora e passar. Aitor fica de vigia pela metade da noite e eu fico com o resto do trabalho. Acredito que agora a divisao de tarefas ficou melhor para os 3. Ninguém trabalha muito e ninguém fica com nada sem fazer. Só nao sei o que vou fazer quando minha mae for embora. Terei que me readaptar a rotina de tarefas. Mas a verdade é que estou fazendo tudo muito contente. Eu, que adoro dormir, nao pensei que passar noites e noites acordada me realizaria tanto. Prazerosamente me desperto para estar com ela, para alimentar-la, para aliviar os gases, para trocar a fralda, para mimar-la..nao existe coisa mais gostosa. E mesmo quando ela está dormindo, ali estou, admirando-la, escutando todos os seus ruídos noturnos, vendo sua expressao mudar a cada sonho...É um sonho!!! Também gosto de ver o brilho nos olhos do Aitor, quando a tem em seus braços. A maneira de conversar com ela, o carinho, a emoçao, o orgulho. Os olhos lacrimejados de emoçao em seus momentos de contemplaçao. Incrivel como vamos "pegando a manha" com o dia-a-dia. Vamos conhecendo as posiçoes que mais gosta de estar, o motivo de cada choro por ser um diferente do outro, trocar a fralda, preparar a mamadeira, posiçao da mamadeira para evitar que chupe ar, posiçao para tirar os gases, preparar a mala de viagem (hoje pela primeira vez viajamos a Santander com ela), limpar as mamadeiras, esterilizar as mamadeiras, temperatura do leite, dar banho, temperatura da agua, entre mil atividades. No começo ela teve uma alergia bem grande na area da fralda...a barriguinha e as partes intimas estavam tao vermelhas que parecia carne viva. Graças a uma pomada indicada pela minha cunhada, solucionamos o problema. Foi um milagre. Foi passar-la e a irritaçao começar a desaparecer no mesmo dia. Compramos pela internet, pois só existe na Inglaterra e o nome é Sudocream, para quem queira indicar-la, rsss. Estou acostumando-me também a escolher duas trocas de roupa para sair de casa, entao me preparo e deixo a outra reservada, pois de última hora posso ser alagada pelo vômito da minha pequena. Mas nada disso me estressa. É o primeiro caos prazeroso da minha vida. Ser mae para mim está sendo maravilhoso e estou desfrutando de cada segundo e de cada detalhe. As vezes penso que nao quero que ela cresça jamais e ao mesmo tempo quero ver-la crescer e aproveitar cada fase. Estou conhecendo-a a cada dia e me surpreendendo também. Ainara é doce. Quando dormindo, parece um anjo: gosta de segurar uma mao com a outra e ter-las apoiadas no rosto. Sorri quase todo o tempo, em sonhos e algumas vezes chega a dar gargalhadas dormindo. Ainara é preguiçosa. Como todos os bebês, passa a maior parte do tempo dormindo, mas quando precisamos acordá-la é quase impossível. Ainara é observadora. Quando acordada, gosta de observar tudo ao seu redor. Ela adora claridade e onde há luz, ali está seu olhar. Quando no meu peito, dormindo, apoia o rosto em suas maos. Quando acordada, estica o pescoço para me olhar nos olhos. Ela é grande, com 15 dias alcançou 3,860 kg e todos que a vê, dizem que ela é inteligente e esperta demais para o tempo que tem. A verdade é que eu também me surpreendo com isso, mas nao acredito que minha filha seja assim porque é minha filha. Acontece que todos os bebês sao espertos, inteligentes e preparados e nos surpreendemos porque acreditamos ser tao frágeis e incapacitados quando na verdade eles tem uma força e um instinto admirável. Nao quero destacar minha filha perante as demais crianças como muitas maes fazem. Eu acredito que cada criança tem um dom, um traço relevante de personalidade, diferentes um do outro, e seja em qual sentido for que Ainara se destaque, vai ser razao de muito orgulho para nós, mas nao a fará melhor que os demais. E jamais vou querer que ela seja "como a filha da vizinha", porque ela será como será. Tentaremos educar-la da melhor maneira possível, mas os defeitos que possa ter, os utilizaremos como estímulos e nao como trauma. Sao sonhos, sao planos para o futuro, mas vou voltar ao presente e dizer que os primeiros 15 dias de vida da Ainara, transformou nossas vidas.