? ??????????????Retro Flowers? ????? ?????? ???Rating: 3.3 (4 Ratings)??0 Grabs Today. 328 Total Grabs. ??
????Get the Code?? ?? ?????Life Began With love? ????? ?????? ???Rating: 5.0 (1 Rating)??0 Grabs Today. 673 Total Grabs. ??????Get the Code?? ?? ???????????? ????Easy Install Instructions:???1. C CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS ?

miércoles, 31 de diciembre de 2008

Para quem passar aqui no dia 31, nao deixem de escutar essa cançao. Se possivel, fiquem com ela na cabeça até a virada...é a sorte, é o mantra 2009.
Para quem quiser saber mais informaçoes do Mantra que eu venho seguindo pelo terceiro ano e que verdadeiramente tem dado energias novas em minha vida a cada ano:

www.gilsonchveidoen.com.br/mantra2009.html

FELIZ 2009 A TODOS!!


martes, 30 de diciembre de 2008

UZ uzuzuz RI ririri DOM domdomdom ====== Á ÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ

FELIZ 2009

Quarto da Ainara

Meu amor é um artista..está deixando o quarto da nossa Ainara simplesmente lindooooooooo




































Te Quiero!!








23 de dezembro, também aniversário da Morgana...uma data especial para ela e para mim uma lembrança que traz muita saudade...todos os anos nessa data nos reuniamos para celebrar, em um clima de Natal, de festa...Me deu saudade esse dia...e essa foto entao, tirada pela Narana..aff..que apertinho no coraçao...

Cumpleaños Meg















































































Dia 23 de dezembro foi aniversario da Meg. Estiveram em nossa casa nos visitando e fizemos uma mini festa...sandwiches, coca cola, vinho, langostino, bolachinhas deliciosas, torta de Natal e muuuita risada...nos divertimos muito...












Incrivel o grande que estao Nerea e Ainhoa...e pensar que elas eram tao crianças qdo cheguei para cuidá-las e agora estao quase mocinhas...

Luzes de Natal


Ontem estivemos em Bilbao. Minhas cunhadas Yoana, Idoia e eu. Fomos ver as luzes de Natal, tomar um nestea que durou 1.30h com o tanto de fofocas que tinhamos para colocar em dia e depois terminamos com outras 1.30h na fila do Sandwich del Eme, que é simplesmente maravilhooooooso....valeu a pena esperar e experimentar..já estou com desejos...rss


Tirei uma foto simples que nao é capaz de descrever a beleza das ruas de Bilbao..vestida de azul para esse Natal.

martes, 23 de diciembre de 2008


lunes, 22 de diciembre de 2008

Domingo de Sol

Aproveitamos o domingo para dar um passeio. Temos tanta coisa bonita para ver a alguns metros de casa e muitas vezes desperdiçamos a tarde com a bendita "siesta". Valeu a pena variar um pouco a programaçao. Melhor ainda em companhia do nosso sobrinho Asier, que além de encantador nao deu nenhum trabalho...


























domingo, 21 de diciembre de 2008

11 de Agosto: Positivo

A pesar de Aitor estar convicto desde o principio de que já estavamos esperando uma “niña”, aquí descrevo o dia em que tivemos a certeza.

Estávamos de férias e sem casa. Haviamos deixado o piso de aluguel e nossos cunhados, Iñigo e Yoana, nos emprestaram sua casa para passarmos duas semanas, enquanto viajavam por Barcelona.

O meu suposto trabalho ainda nao tinha saido por tema de documentaçao. Tive um atraso na entrega dos meus documentos legais e até o momento nao podia começar a trabalhar. Eu estava ansiosa, mas aproveitando as férias para estar juntinha do meu marido.

Algo começou a me preocupar: a ausencia da menstruaçao. Nao que ela estivesse muito atrasada. Na verdade era questao de dias e talvez até fosse normal porque como havia deixado a pílula ela poderia estar desregulada. Eu já havia estado com a médica, que me aconselhou seguir com a mesma medicaçao e me deu a receita por tres meses, isso quer dizer que eu tinha caixas de anticoncepcionais esperando por ela para começar a tomar.

O primeiro teste poderia ter dado errado sim. Eu o fiz três dias depois da nossa tentativa e o teste é aconselhavel fazer a partir do primeiro dia de atraso menstrual.
Me lembrei uma vez mais da minha cunhada quando me contou:
"Eu fiquei sabendo que estava grávida antes mesmo do meu atraso, porque estive com a minha irma em um club e ao colocar o biquini no banheiro ela me disse que eu estava grávida. Notou pelo bico do peito".

Já fazia alguns dias que eu notava essa diferença no seio, mas acreditava que isso era coisa da minha cabeça. E talvez o atraso na menstruaçao também fosse. Resolvi comprar outro teste e certamente em seguida ficaria menstruada.

Chegamos em casa, fiz o teste no banheiro e fui para a sala. O Aitor me obrigou a sentar no sofá e esperar 15 minutos antes de ver o resultado. Acreditava que demorava mais tempo para sair o resultado verdadeiro. Esperei, esperei e esperei. Triste por ter que decepcioná-lo uma vez mais. Passado o tempo, fui ao banheiro e ali estava o resultado: Positivo. Nao tive reaçao. Meu coraçao nao acelerou, nao desmaiei e nem tive vontade de chorar. O que senti foi um calor subindo pelo corpo, sentia minha face quente e as pernas bambas.

A marca estava muito clara, talvez nao fosse positivo. Virei a caixa e colocava em uma posiçao de destaque: "mesmo que a marca seja clara, o resultado é positivo". Fui até a biblioteca, onde estava Aitor e disse quase sem palavras: "Aitor, estou grávida".

Quando me dei conta ele estava rindo, todo emocionado.
Ele foi o primeiro em saber que eu estava grávida, antes mesmo de que eu soubesse. Ele sabia desde o primeiro momento e enquanto esperava na sala, ele bisbilhotava o resultado no banheiro.

Esse mesmo dia fizemos o exame com a médica e depois de dar a noticia para toda a familia, fomos comer frango assado com batatas, como havia sugerido a doutora. Foi a melhor comemoraçao de nossas vidas e eu nao pude pensar em nada, somente na felicidade de ser mãe e saber que meu filho(a) teria o melhor pai do mundo.

sábado, 20 de diciembre de 2008


Estou de 24 semanas...o tempo está passando...

jueves, 18 de diciembre de 2008

Primeiro Sintoma

Apesar de nao ter sofrido muito nos primeiros meses de gravidez com todos aqueles sintomas que deixam mal muitas mulheres, eu tive um sintoma inicial. Muito inicial. Ainda nao havia completado uma semana do intento.
Foi logo depois de almoçar. Comecei a sentir um mal estar, uma pequena dor no estomago, tipica de quando se tem uma alimentaçao pesada, apesar de ter almoçado uma leve sopa e uns filetes de frango. Acontece que a dor foi aumentando cada vez mais, chegando ao ponto de levar-me para cama. Já havia passado duas horas e começava a sentir dores mais fortes. Vomitei uma, duas vezes. Na terceira nao pude aguentar e pedi para o Aitor voltar para casa. Ele nao acreditou que eu pudesse estar tao mal e nao voltou como eu desejava.

Além dos vomitos fui atacada por uma diarreia e entao troquei a cama pelo banheiro. Quando nao estava sentada na privada, estava debruçada nela, ou deitada no chao com medo morrer ali sozinha. Isso mesmo, eu continuo sendo exagerada quando estou doente...mas a verdade é que nunca me senti assim antes.

O Aitor chegou e se assustou com o meu estado. Eu realmente estava mal. Já levava muitas horas nessa situaçao e nao sei como ainda era capaz de ter diarreia e vomitar. Meu corpo já nao tinha nada. Fui ficando pior, sem força e sentia vontade de vomitar ao mesmo tempo que vinha a diarreia, entao já nao podia usar a privada para as duas coisas e acabei sujando todo o banheiro. Tentei levantar e nao pude, cai sem força, meus braços formigavam e eu só sabia chorar e dizer que queria falar com a minha mae.

Queria me despedir (risos), pode acreditar...

Aitor chamou a médica e após examinar-me, me disse que estava tudo bem. Precisaria estar uma semana em tratamento, havia me desidratado porque havia sido forte, mas nao chegava a ser algo tao grave como eu temia com aquele desespero de sempre, quando fico doente. Nao encontravamos o porquê de estar tao mal e a médica nao duvidou em perguntar muito rapido:

- Esta gravida?
- Nao. - respondi com convicçao.
- Como nao? Você nao pode dizer isso. - disse ele um pouco nervoso e virando-se para a doutora, seguiu - Estamos tentando entao pode ser que esteja e ainda nao saiba.
Me entristeceu escutar-lo dizer isso, afinal, eu havia feito o teste de gravidez. E embora tenha feito tres dias depois da tentavia, havia dado negativo e isso já valia.
Que engano...esse terrível dia foi o dia em que ocorreu a fecundaçao...

Primeiro teste: Negativo

Os dias que seguiram eu nao deixava de pensar na possibilidade de ser mae. Me perguntava a todo momento se ali dentro de mim já estaria meu filho(a) ou nao. Me lembrei de uma amiga que uma vez comentou que quando se deixa de tomar a pílula, demora muito tempo para poder engravidar...que os seis primeiros meses eram impossiveis. Esse pensamento me fez esfriar os planos de ser mae que eu já estava traçando.
Encontrei com a minha cunhada. Nao tive coragem de comentar o nosso intento daquele sábado, mas cheguei a comentar algo a respeito da pílula e ela me disse o contrário. Disse que quando deixa de tomar é quando mais risco se tem, porque a ovulaçao vem como uma bomba. Isso me deu novas esperanças e entao tive a sensaçao de que poderia estar grávida.
Tres dias depois me ligaram para a minha primeira entrevista de emprego. Fiquei muito emocionada porque o que eu tanto esperava estava começando a acontecer. Sai da entrevista mais emocionada ainda por ter sido elogiada, valorizada e o que eu achava que seria impossivel acontecer, estava acontecendo: meu curriculum, minha formaçao, minhas experiências profissionais do Brasil estavam sendo reconhecidas por um empresário aqui na Espanha.
Era como se um sonho estivesse se tornando realidade.
Cheguei a casa emocionada para contar da entrevista para Aitor, mas nao cheguei sozinha, cheguei acompanhada de um teste de farmácia. Precisava conhecer a minha situaçao real para saber como ia programar o meu futuro, agora que eu poderia ter um emprego. Corri ao banho, fiz o teste e deu negativo. No fundo me senti decepcionada pois estava gostando daquela sensaçao de ser mae. Também me senti preocupada, afinal, se era verdade que o dia 14 é o dia D e que depois de deixar as pílulas é quando mais risco se tem, isso queria dizer que eu nao era tao fértil como imaginava e que provavelmente quando decidisse ter um filho, teria que tentar muitas vezes até ter a sorte. Sem dizer do medo de ser totalmente infertil, aquele medo que uma vez na vida visita cada mulher.
Quando Aitor chegou contei sobre a entrevista emocionada e, um pouco decepcionada, contei sobre o resultado do teste. Mas justifiquei que era a vontade de Deus e que agora que teria oportunidades de trabalho, achava que poderiamos voltar a tomar as devidas precauçoes e futuramente, quando estivesse com uma maior estabilidade profissional, tentariamos outra vez.
Nao esqueço sua cara de decepçao, mas nao demorou muito para ele dizer:
-Esse teste está mal. Tem uma menininha aí dentro.
Ri e encarei seu comentário como uma fuga, ao mesmo tempo que uma maneira de dizer que nao estava preparado para desistir.

19 Julho de 2008

Alguns dias antes dessa data, minha cunhada Yoana me perguntou se já estavamos pensando em ter filhos. Minha resposta foi automática:
- Nao, agora nao.
- Você está falando sério?
- Sim, muito sério. Pelo Aitor, já teríamos agora mesmo. Acontece que eu quero primeiramente conseguir um trabalho e quando já estiver estabilizada profissionalmente, aí sim pensamos em ter filhos.
- Eu entendo perfeitamente Roberta, mas eu acredito que você nao precisa se preocupar com isso nao, afinal, o trabalho virá na hora certa. Nao concordo que você tenha que adiar alguns planos importante por conta disso.
Ela disse também que poderiamos começar a tentar, porque nunca se sabe quanto demora desde que se começa a tentar engravidar. Aproveitou e nos contou o intento de ter um segundo filho, que para eles foi em vão. Já nao foi possível ter-lo, apesar das tentativas, tratamento médicos, posiçoes aconselhadas pelo médico...
Foi mais ou menos assim que ela conseguiu fazer com que eu chegasse em casa e pensasse muito a respeito disso. Eu estaria muito feliz em ser mãe e faria do Aitor o homem mais feliz do mundo. Estava certo que desde que cheguei aqui estava na grande "espera" do momento certo para trabalhar e realizar-me profissionalmente. Esse momento estava chegando, mas quem sabe um filho nao seria um impedimento para essa realizaçao também? Resolvi deixar na mão do nosso grande Deus.
Coincidentemente, eu havia deixado a pílula, por um mês, para fazer um descanso. Elas já me estavam fazendo mal. No mês seguinte, um pouco antes do meu periodo, procuraria minha médica para saber se seria melhor mudar de marca ou seguir com a mesma depois dessa pausa.
Nesse dia tao importante, eu havia feito as contas e era justamente o dia D. O dia fértil. Inclusive, eu já sentia um incomodo grande na barriga, pela ovulaçao ativa desse dia. Entao, quando o Aitor chegou em casa, eu disse:
-Hoje é o dia. Tentamos?
-Ele nao pensou duas vezes. E nem era pela atividade que tem que se fazer para tentar (risos) e sim pela grande vontade que ele tinha de ser pai. Foi uma noite bonita, como sao todas as noites que estamos juntos. Todas com muito amor, carinho, cumplicidade, respeito e afinidade entre nós. Aliás, foi até divertida, porque no meio da nossa "noite", lembramos da história de posiçoes que nos contou nossa cunhada e ali estávamos nela, tentando fazer tudo para dar certo. O que houve de especial em esse momento, foi que quando estávamos deitados e abraçados ao lado do outro, o Aitor me fez um carinho no rosto, com aquele brilho no olhar que me fez lembrar nosso primeiro dia, e disse:
- Cariño, te he hecho una niña. (Amor, fiz em você uma menina).
Foi lindooooo.

viernes, 12 de diciembre de 2008

É mole ou quer mais??






Momento "eu me amo" da semana...pintei o cabelo e me senti tao nova que fiz o Aitor de fotógrafo...Tem cada foto engraçada...mas estava tao feliz com o novo "belo". Eu estava com a necessidade de pintar o cabelo desde que fiquei grávida, mas acontece que tinha tantas dúvidas em relaçao a faze-lo ou nao que demorei a me decidir. Acontece que a todas as pessoas que eu perguntei ai do Brasil me disseram que nao se podia fazer. Aqui eu perguntei para muitas pessoas, dentre elas mães, cabelereiras e inclusive a minha médica (a ela eu perguntei tantas vezes que ela até perdeu a paciencia, rss) e todas me disseram que nao havia problema algum. Acontece que aqui, o fato de nao pintar o cabelo na gravidez é um grande tabu, como o de dizer que nao se pode lavar a cabeça quando se está menstruada. Arrisquei e graças a Deus, está tudo bem.














































Que olhos mais arregalados..